Coronavírus

México vai dar aulas pela televisão e rádio a 30 milhões de crianças

Marco Ugarte

Ano letivo começa a 24 de agosto naquele país.

Especial Coronavírus

O México começa a 24 de agosto o ensino à distância para 30 milhões de crianças recorrendo à televisão, e até à rádio para chegar às comunidades indígenas remotas, continuando incerto o regresso presencial, afirmou esta segunda-feira o Governo.

O secretário da Educação, Estaban Moctezuma Barragan, e os líderes das maiores redes de televisão do país apresentaram as linhas gerais do plano para garantir os ensinamentos educacionais através da televisão.

Salas de aulas vão continuar sem alunos

Barragan disse que os riscos continuam demasiado altos e as autoridades temem que as crianças se possam tornar portadoras da covid-19, infetando os familiares em casa.

Os alunos não vão regressar às salas de aula até que a versão de semáforo usada pelo Governo para avaliar o risco da pandemia esteja a verde.

Em comunidades indígenas remotas, as instruções vão ser transmitidas pela rádio do Governo e, em todo o país, cerca de 140 milhões de livros vão ser distribuídos gratuitamente.

México é o terceiro país do mundo com mais mortes

O México registou 274 mortes e 4.853 casos de infeção com o novo coronavírus, anunciaram as autoridades esta segunda-feira.

No total, o país registou 47.746 óbitos e 439.046 contágios confirmados desde o início da pandemia.

Segundo a Universidade Johns Hopkins, o México é o terceiro país do mundo com o maior número de mortes devido à covid-19, só ultrapassado pelos Estados Unidos e Brasil, sendo a sexta nação com mais casos.

LINKS ÚTEIS