Coronavírus

Portugal regista primeiro dia sem mortes por Covid-19 desde março

Rafael Marchante

O último balanço da DGS.

Especial Coronavírus

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta segunda-feira a existência de 1.738 mortes e 51.569 casos de Covid-19 em Portugal, desde o início da pandemia.

O número de óbitos manteve-se nos 1.738, o mesmo de ontem. É a primeira vez desde 16 de março que o país não regista óbitos pela doença.

Já o número de infetados aumentou de 51.463 para 51.569, mais 106, o que representa uma subida de 0,2%.

Há 390 doentes internados, 42 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos.

O número de casos recuperados subiu de 36.984 para 37.111, mais 127.

Evolução da pandemia em Portugal: Número de novos casos com tendência decrescente

O ponto de situação por região

Quanto aos casos confirmados, a região de Lisboa e Vale do Tejo lidera, com 26.389, seguida pela região Norte (18.797, mais 17 casos relativamente ao boletim de domingo).

A região Centro tem 4.465 infeções confirmadas, mais 10 novos casos comparativamente a domingo, de acordo com o boletim atualizado hoje, que reúne dados até à meia-noite de domingo.

O Algarve totaliza 892 casos, mais cinco do que no domingo, e o Alentejo subiu para as 745 novas infeções confirmadas (mais duas).

A Madeira regista mais cinco casos do que no domingo, totalizando agora 113 infeções confirmadas, e zero mortes.

Estudo avalia efeitos da pandemia nas relações entre pais e filhos

Um estudo de investigadoras das universidades de Coimbra e Porto indica que a pandemia em Portugal não teve o mesmo impacto "na qualidade da parentalidade e das relações com os filhos, para todas as mães e pais".

Tingshu Wang

Para 19% dos pais e 31% das mães inquiridas "o confinamento à habitação e o isolamento social causaram um aumento dos sintomas de burnout parental, com impacto negativo nos seus comportamentos em relação aos filhos.

No sentido oposto, 27% das mães e 19% dos pais encararam esta fase como uma "oportunidade para aumentar a qualidade da sua parentalidade e da relação com os filhos", acompanhada de redução do burnout relacionado com o exercício da parentalidade.

Cancelado cortejo da Queima das Fitas de Coimbra

LUSA/ ARQUIVO

O cortejo da Queima das Fitas de Coimbra, que estava previsto ocorrer em outubro, foi cancelado devido à pandemia de Covid-19, afirmou hoje à agência Lusa a organização.

Estão a ser estudados "todos os moldes possíveis para poder proporcionar uma festa aos estudantes", mantendo-se a possibilidade de se realizarem os habituais concertos na Praça da Canção, ainda que com outras regras.

Linhas de apoio à cultura afinal só abrem a 10 de agosto

EGEAC - Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural

As linhas de apoio do Ministério da Cultura às entidades artísticas profissionais e a de adaptação dos espaços às medidas de prevenção de contágio da covid-19 só abrem dia 10 de agosto, ao contrário do inicialmente anunciado.

Essas duas linhas, a par da de apoio social, tinham a sua abertura prevista para esta segunda-feira, mas o ministério de Graça Fonseca explica que, "na sequência da apresentação destas medidas às entidades representativas do setor, dia 29 de julho, foi solicitado pelas mesmas uma alteração que tem impacto no desenvolvimento tecnológico dos formulários".

LINKS ÚTEIS

  • 2:34