Coronavírus

Portugal com 3 mortes e 213 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Máscara covid Carcavelos

Rafael Marchante

O último balanço da DGS.

Especial Coronavírus

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta quinta-feira a existência de 1.743 mortes e 52.061 casos de Covid-19 em Portugal, desde o início da pandemia.

O número de óbitos subiu de 1.740 para 1.743, mais 3 do que na quarta-feira. Já o número de infetados aumentou de 51.848 para 52.061, mais 213, uma subida de 0,4%.

Há 369 doentes internados, 42 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos.

O número de casos recuperados subiu de 37.565 para 37.840, mais 275.

Os casos por região

A região de Lisboa e Vale do Tejo totaliza hoje 26.720 casos de covid-19, mais 147 do que na quarta-feira, representando 51% do total de novos casos.

O Algarve totaliza 905 casos, mais três do que na quarta-feira, e o Alentejo tem mais nove casos de infeção, num total de 762.

A Madeira regista mais um caso, totalizando agora 119 infeções confirmadas, e nenhuma morte, e nos Açores os 170 casos de infeção contabilizados mantêm-se, assim como os 15 mortos já anteriormente registados.

Pfizer inicia ensaio clínico de potencial vacina para a Covid-19 com quase 30 mil participantes

Ted S. Warren

A farmacêutica norte-americana Pfizer e a biotecnológica alemã BioNTech iniciaram um ensaio clínico de uma potencial vacina para a covid-19 envolvendo cerca de 30 mil participantes, foi hoje anunciado.

O ensaio de fase 2/3, que antecede o pedido de autorização de comercialização, começou nos Estados Unidos, refere em comunicado a Pfizer.

Os testes clínicos envolverão cerca de 30 mil adultos, entre os 18 e os 85 anos, recrutados por quase 120 centros, nenhum deles de Portugal, indicou à Lusa a filial portuguesa da multinacional farmacêutica norte-americana, que espera obter resultados de eficácia e segurança sólidos em finais de agosto ou no início de setembro.

Portugal vai apresentar relatório epidemiológico com critérios do Reino Unido

Portugal vai apresentar um relatório da situação epidemiológica com base nos critérios usados pelo Reino Unido para tentar alterar as restrições de viagem para aquele país causadas pela covid-19, anunciou esta quarta-feira o ministro dos Negócios Estrangeiros português.

Toby Melville

"Nós tínhamos solicitado formalmente que o Reino Unido apresentasse o relatório sobre o qual diz basear a sua decisão e recebemos esta quarta-feira resposta a esse pedido", afirmou Augusto Santos Silva.

As autoridades portuguesas irão agora apresentar "informação relativa à evolução da situação epidemiológica portuguesa exatamente segundo os parâmetros e indicadores que o Reino Unido nos diz estar a utilizar", explicou.

Com esta adoção dos indicadores britânicos, o Governo espera que a próxima revisão da lista de países obrigados a quarentena pelo Reino Unido já não inclua Portugal.

Orientações para o Ensino Superior. Aulas ao sábado, máscaras obrigatórias e testes à covid-19

O Ensino Superior prepara o próximo ano letivo tendo em conta a pandemia. O Ministério de Manuel Heitor já tinha dito que a prioridade são as aulas presenciais e, por isso, estão a ser dadas novas indicações às universidades e politécnicos.

De acordo com o documento que a SIC teve acesso, o Governo recomenda o uso obrigatório de máscara nos espaços académicos e a adoção de medidas de redução no contágio decretadas pela Direção-Geral da Saúde.

Podem também entrar em prática o desdobramento de turmos e o alargamento dos horários das aulas até ao sábado, bem como a realização frequente de testes à covid-19.

Recomenda-se ainda o uso da App Stayaway Covid, que ainda está em fase de teste, mas que deve estar operacional ainda este mês. A aplicação STAYAWAY COVID informa os utlizadores, que aderem de forma voluntária, da proximidade ou o contacto físico com pessoas que entretanto tenham testado positivo para a doença.

VEJA TAMBÉM:

LINKS ÚTEIS

MAPA COM OS CASOS A NÍVEL GLOBAL