Coronavírus

Itália com "tendência de aumento contida" do número diário de infetados

RICCARDO ANTIMIANI

País ultrapassou já os 250 mil casos.

Especial Coronavírus

A Itália ultrapassou este sábado os 250.000 casos de covid-19, com 347 novas infeções registadas nas últimas 24 horas, um aumento inferior ao de sexta-feira, que interrompe a tendência dos últimos cinco dias.

Desde sexta-feira morreram 13 pessoas por causa do novo coronavírus, o maior número de mortes num período de 24 horas desde 21 de julho, que no país atingiram 35.502 desde o início da pandemia.

Itália tem 12.953 casos ativos, a grande maioria dos quais está em casa com sintomas ligeiros ou sem sintomas e 43 hospitalizadas nos cuidados intensivos, mais uma do que na sexta-feira.

Itália teve um total de 250.103 pessoas infetadas desde o primeiro caso de covid-19 não importado, registado no dia 21 de fevereiro.

Tendência de aumento contida

Apesar de o número de 347 contágios ser mais alto do que se vinha verificando nas últimas semanas, é inferior aos 552 verificados na sexta-feira, um dos piores dias desde a saída do confinamento, em junho.

Os números indicados hoje pelas autoridades de saúde interrompem a tendência de aumento de casos diários desde a passada segunda-feira.

Segundo o Instituto Superior de Saúde, Itália está com "uma tendência de aumento, mas contida", com cerca de 200 novos casos diários durante várias semanas.

Cerca de um quinto dos novos casos verificou-se na região da Lombardia (norte), a que foi mais afetada pela pandemia de covid-19.

Mais de 40 casos foram detetadas na região de Emilia-Romagna (norte), cujo conselheiro de saúde, Raffaele Donini, referiu que os focos ativos foram provocados sobretudo por "jovens que regressam de férias", depois de passarem vários dias sem tomarem grandes precauções.