Coronavírus

O futuro dos concertos ao ar livre?

David Alves

David Alves

Editor de Imagem

O Reino Unido inaugurou na quarta-feira um formato de concerto ao ar livre com distanciamento social. Foi em Newcastle e o público foi distribuído por lugares marcados em 500 plataformas.

Especial Coronavírus

Pode passar a ser uma visão habitual para espetáculos ao ar livre. O concerto de Sam Fender foi visto por 2.500 pessoas, a partir de 500 pequenas áreas numeradas, criadas para respeitar o distânciamento social entre os espectadores.

São plataformas que compõem a arena Virgin Money Unity, erguida neste terreno a poucos minutos do centro de Newcastle. O processo é simples. Depois de comprar os bilhetes na internet, basta chegar de carro e um guia direciona os grupos para a área reservada, onde os espectadores podem disfrutar do concerto, da comida e da bebida disponíveis no local.

Uma ideia que já convenceu milhares de pessoas, que esgotaram o espaço nos primeiros dias da iniciativa que tem espetáculos marcados até 13 de setembro. Uma solução criativa a pensar no futuro dos concertos e atuações ao vivo