Coronavírus

Subida do número de casos de Covid-19 preocupa médicos de saúde pública

Esta quinta-feira Portugal registou o número mais alto de infeções desde 16 de julho.

Especial Coronavírus

O número de novos casos de infeção do novo coronavírus aumentou nos últimos dos dias em Portugal.

A Associação de Médicos de Saúde Pública defendeu que é preciso estar atenta aos dados, mas sublinha que o mais importante é que cada pessoa continue a adotar as medidas de contenção dos contágios.

Seis concelhos da região de Lisboa reforçam equipas de combate à Covid-19

As equipas multidisciplinares de combate à covid-19 vão ser reforçadas em seis concelhos da Área Metropolitana de Lisboa.

Segundo a informação avançada pelo sub-diretor-geral da DGS ao jornal de Público, Almada, Seixal, Barreiro, Moita, Setúbal e Vila Franca de Xira representam um risco acrescido de casos de infeção, devido à densidade populacional e aos níveis socioeconómicos instáveis.

O reforço acontece depois do aumento substancial de novos casos na região.

PORTUGAL COM 1.770 MORTES E 53.548 CASOS DE COVID-19

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta quinta-feira a existência de 1.770 mortes e 53.548 casos de Covid-19 em Portugal, desde o início da pandemia.

O número de mortes subiu de 1.764 para 1.770, mais 6 do que na véspera. Já o número de infetados aumentou de 53.223 para 53.548, mais 325.

Este é o maior aumento do número de novos casos em quase um mês. É preciso recuar 28 dias, até 16 de julho, para encontrar um valor superior (339). Oito dias mais tarde, a 24 de julho, foi a última vez em que o número de novos casos foi superior a 300 (313 na altura).

62% DOS NOVOS CASOS EM LISBOA E VALE DO TEJO

204 dos 325 novos casos - o que corresponde a 62% dos novos contágios - foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo. Seguem-se a região Norte, com 84 novos casos, a região Centro com 22, o Algarve com mais oito, o Alentejo com mais seis e a Madeira com mais um. Os Açores voltaram a não registar novos casos.

No que diz respeito aos óbitos, quatro ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo e dois no Norte.