Coronavírus

Aeroportos nacionais com movimento "inexpressivo" em junho

Números fazem parte da estimativa rápida do INE.

Especial Coronavírus

Os aeroportos nacionais receberam, em junho, menos 5 milhões e 500 mil pessoas do que no ano passado. Trata-se de uma quebra de 94% no número de passageiros em termos homólogos.

Isto é, se no início do verão de 2019 passaram quase seis milhões de pessoas pelos terminais portugueses, agora foram apenas 318 mil.

Em relação ao número de voos que chegaram registou-se uma quebra de 86%. Em junho de 2020 aterraram nos aeroportos nacionais três mil voos comerciais.

O transporte aéreo de carga e correio também caiu, em termos homólogos, para metade.

Dos três principais aeroportos nacionais, Faro foi o mais afetado.

De acordo com as estimativas rápidas do INE, o trambolhão foi, ainda assim, mais pequeno que o de abril e maio.