Coronavírus

Covid-19: "Sabemos que a doença é mais severa para quem tem uma doença de base"

Bebé de quatro meses, com outras patologias associadas, é a primeira criança a morrer de covid-19 em Portugal.

Especial Coronavírus

Ricardo Mexia, Presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, considera que a infeção por coronavírus pode ter contribuido para o agravamento do estado de saúde da criança de quatro meses, que morreu esta quarta-feira vítima de covid-19.

Apesar de não conhecer o caso clínico em questão, alerta que o coronavírus tem implicações importantes e que o vírus é mais severo para quem tem uma doença de base.

Em relação ao caso do lar de Reguengos de Monsaraz, o médico afirma que as situações das residências para idosos são as mais complexas, visto que, normalmente, as pessoas estão num espaço confinado e que muitas delas têm idade avançada, bem como um número de comorbilidades que não podem ser ignoradas.

Por isso, considera essencial a existência de um plano de contingência, que seja do conhecimento de todos os funcionários, quer para prevenir contágios, quer para atuar na eventualidade de aparecer um caso positivo.

Ricardo Mexia realça ainda a importância dos comportamentos na disseminação do vírus. Sobre o caso de Mora, disse que, em agregados populacionais mais pequenos, há uma tendência de haver mais proximidade.

  • 2:34