Coronavírus

Covid-19. Ministro irlandês demite-se por ter estado em jantar que violou regras

Lorraine O'Sullivan

Dara Calleary, no cargo há apenas um mês, esteve numa festa realizada na quinta-feira, num hotel, com muitas outras figuras políticas.

Especial Coronavírus

O ministro da Agricultura da Irlanda demitiu-se hoje após ter sido divulgada a sua presença num jantar com mais de 80 pessoas, oferecido pelo clube de golfe do parlamento, que violou as restrições ligadas à Covid-19.

Dara Calleary, no cargo há apenas um mês, esteve na festa realizada na quinta-feira, num hotel, com muitas outras figuras políticas, como foi o caso do comissário europeu para o Comércio, Phil Hogan, de acordo com o jornal Irish Examiner.

O primeiro-ministro irlandês, Micheal Martin, anunciou, em comunicado enviado hoje à imprensa, que aceitou a renúncia do seu ministro, referindo que a sua nomeação foi "um erro de julgamento".

"Em todo o país, a população tem feito sacrifícios pessoais muito difíceis na vida familiar e nas atividades profissionais para cumprir as regras relacionadas com a Covid-19", lembrou o primeiro-ministro, sublinhando que "este evento não deveria ter acontecido desta forma, dadas as decisões anunciadas na terça-feira pelo Governo".

As autoridades irlandesas decidiram na terça-feira alargar as restrições às reuniões de pessoas para fazer face a um aumento do número de infetados com o novo coronavírus que provoca a Covid-19.

De acordo com as novas regras, as reuniões em espaços fechados só podem juntar um máximo de seis pessoas (até terça-feira eram 50) e em espaços abertos um máximo de 15 (eram 200), com exceção de serviços religiosos, como missas ou casamentos.

De acordo com o Irish Examiner, durante o jantar do clube de golfe do parlamento, os convidados foram divididos em duas salas com menos de 50 pessoas, mas ficaram pelo menos 10 em cada mesa.

Além disso, a divisão entre as duas salas foi removida durante os discursos, segundo acrescentou o jornal Irish Times.

No sábado passado, a presidente da agência responsável pela promoção do turismo na Irlanda, Catherine Martin, demitiu-se depois de ser revelado que foi de férias para Itália, apesar dos apelos para que as viagens sejam feitas apenas dentro do país.

A Irlanda regista 1.776 mortes devido à covid-19 e mais de 27.000 casos confirmados.

A pandemia de Covid-19 já provocou pelo menos 787.918 mortos e infetou mais de 22,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.