Coronavírus

Venda de conservas aumentou 300% em março e abril

Atum e sardinha foram os produtos mais procurados pelos consumidores.

Especial Coronavírus

A indústria conserveira de peixe aumentou as vendas durante a pandemia, tanto no mercado externo como no interno. Depois de um pico em março e abril, começam agora a normalizar.

Na fábrica Ramirez, a carteira de encomendas já está na capacidade máxima até ao final do ano. Por agora não trabalham na hipóteses de um segunda vaga em Portugal.