Coronavírus

Aldeia de Moura regista cadeia de transmissão com seis casos de covid-19

DENIS BALIBOUSE

O primeiro caso de infeção pelo novo coronavírus em Safara deu origem a uma cadeia de transmissão, que provocou outros cinco casos positivos.

Saiba mais...

Uma cadeia de transmissão do novo coronavírus que provoca a doença covid-19 já infetou seis pessoas e levou a autoridade de saúde a testar funcionários e utentes de um centro de dia na aldeia de Safara, concelho de Moura.

O primeiro caso de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 em Safara, detetado em 28 de agosto, deu origem a uma cadeia de transmissão, que provocou outros cinco casos positivos, num total de seis confirmados, disse esta quarta-feira à agência Lusa Diogo Saraiva, coordenador do Serviço Municipal de Proteção Civil de Moura, no distrito de Beja.

As seis pessoas infetadas estão todas em casa em isolamento, acrescentou, referindo que, tendo em conta a cadeia de transmissão identificada na aldeia, a autoridade de saúde pública decidiu testar funcionários e utentes do Centro Social e Comunitário de Safara.

Os testes aos funcionários já foram realizados e todos deram resultados negativos e esta quarta-feira estão a ser testados 74 utentes do centro, que tem as valências de centro de dia e de apoio domiciliário, disse Diogo Saraiva.

Os testes estão a ser feitos aos utentes do centro pela Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo com o apoio do Serviço Municipal de Proteção Civil de Moura e da União de Freguesias de Safara e Santo Aleixo da Restauração.

O concelho regista 134 pessoas recuperadas e oito casos ativos de infeção pelo novo coronavírus, seis dos quais em Safara e dois na cidade de Moura.

Portugal com mais 3 mortes e 646 novos casos de Covid-19, valor mais alto desde 20 de abril

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta quarta-feira a existência de 1849 mortes e 61.541 casos de Covid-19 em Portugal desde o início da pandemia.

O número de mortes subiu de 1.846 para 1849, mais 3 do que na terça-feira - duas na região de Lisboa e Vale do Tejo e uma na região Norte.

O número de infetados aumentou de 60.895 para 61.541, mais 646 - o valor mais alto de novas infeções registado desde 20 de abril.