Coronavírus

Regresso às aulas. Oposição acusa Governo de falta de preparação

CDS aponta atrasos na resposta em relação aos surtos do novo coronavírus em lares.

Especial Coronavírus

A Comissão Permanente discutiu esta quinta-feira à tarde, no Parlamento, o arranque do ano letivo e o crescente número de surtos de covid-19 em lares de idosos.

Os partidos acusam o Governo de atrasos e de falta de antecipação, em ambos os casos.

Como pode ajudar o seu filho a respeitar as regras da escola?

"Neste momento, a socialização, que é importante e que faz parte do desenvolvimento, é uma medida de risco", começou por referir na SIC Notícias a psicóloga da educação, Maria José Rocha, relativamente ao regresso às aulas.

A psicóloga considera que ir para a escola é só mesmo com a intenção de aprender.

Os pais são os modelos dos filhos e todos os comportamentos vão-se refletir no espaço escolar, salientou.

Para terminar, Maria José Rocha deixou palavras de esperança: "acho que estamos a tempo de ajudar esta geração nova a encontrar o seu caminho".

Regresso às aulas: "Regras têm de ser adaptadas em cada um dos locais e a cada faixa etária"

Milhares de alunos estão prestes a regressar à escola com novas regras impostas pela pandemia.

Várias escolas já assumiram que não vão conseguir cumprir todas as recomendações da Direção-Geral da Saúde. Em causa está, por exemplo, a distância de um metro entre alunos nas salas de aula.

A diretora da Escola Nacional de Saúde Pública diz que a pandemia é uma aprendizagem constante e defende que tem de haver flexibilidade na adoção de algumas regras.

Segundo a Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas há regras que têm obrigatoriamente de ser cumpridas: os alunos não podem entrar nas escolas sem máscara e caso se recusem a desinfetar as mãos podem mesmo ser alvo de processo disciplinar.

Regresso às aulas é um desafio para governos da Europa

Na Europa, milhões de alunos já voltaram às aulas e as regras variam de país para país. Em Espanha, as escolas estão a reabrir esta semana de forma faseada e as turmas foram reduzidas a um máximo de 20 alunos.

Em França, mais de 20 estabelecimentos de ensino já tiveram de fechar portas devido a surtos poucos dias depois do regresso às aulas.

Em Itália, os professores são obrigados a usar máscara e viseira, ao contrário da Rússia onde o uso de máscara nem sequer é obrigatório.

  • Não estou de acordo

    Opinião

    Não estou de acordo com métodos medievais para enfrentar uma pandemia. Se os vírus evoluíram, a organização da sociedade também deveria ter evoluído o suficiente para os combater de outra forma. O recolher obrigatório é próprio dos tempos obscuros e das sociedades não democráticas. Proibir as pessoas de circular na rua asfixia a economia e não elimina a pandemia.

    José Gomes Ferreira