Coronavírus

União Europeia apela à China para que coopere na investigação sobre a origem da pandemia

Merkel e Presidentes da Comissão e Conselho Europeu reuniram-se com Xi Jinping por videoconferência.

Especial Coronavírus

A União Europeia volta a apelar à China para que coopere na investigação sobre a origem da pandemia provocada pelo novo coronavírus.

A chanceler alemã e os presidentes da comissão e do conselho europeu reuniram-se esta segunda-feira com o presidente chinês por videoconferência.

Num dia em que foi também assinado o acordo que protege uma centena de indicações geográficas europeias no mercado chinês incluindo de vinhos portugueses.

COVID-19: OMS ESPERA AUMENTO DE MORTES NA EUROPA EM OUTUBRO E NOVEMBRO

A Organização Mundial da Saúde (OMS) espera um aumento no número de mortes por Covid-19 na Europa durante os meses de outubro e novembro, que serão "mais duros" por causa da pandemia, revelou o diretor regional da organização para a Europa.

"Vai ficar mais difícil. Em outubro e novembro veremos uma mortalidade maior", disse Hans Kluge em entrevista à Agência France Prece (AFP), quando o número de casos registados disparou no velho continente, mas com um número de mortos diário quase estável.

CRESCIMENTO ESTÁ RELACIONADO COM O AUMENTO EXPONENCIAL DE CASOS

Segundo a OMS, o aumento do número de mortes diários deve-se ao crescimento dos casos em função da retomada da epidemia na Europa.

"Estamos numa altura em que os países não querem ouvir este tipo de más notícias, e eu compreendo", disse o diretor regional da OMS para a Europa, que, no entanto, quis enviar "a mensagem positiva" de que a pandemia "vai parar, num momento ou noutro".

A OMS Europa reúne hoje e na terça-feira os seus cinquenta Estados-membros para discutir a resposta à pandemia e acordar uma estratégia de cinco anos.

A pandemia de Covid-19 já provocou pelo menos 921.097 mortos e mais de 28,8 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios.