Coronavírus

Covid-19. Treinador Rui Almeida é um dos 15 infetados no Gil Vicente

STOCKSNAP

Técnico não vai estar no banco de suplentes frente ao Sporting.

Especial Coronavírus

O treinador Rui Almeida é um dos 15 elementos do Gil Vicente infetados com o novo coronavírus, confirmou esta quarta-feira à agência Lusa fonte oficial do clube da I Liga portuguesa de futebol.

O técnico, de 50 anos, contratado neste verão para substituir Vítor Oliveira, foi um dos quatro elementos que acusou positivo nos testes à covid-19 realizados na passada quinta-feira - três casos na equipa técnica e um entre jogadores -, encontrando-se em quarentena desde sexta-feira, assintomático.

Depois de confirmados mais 11 casos de infeção no domingo, o delegado de saúde local decretou quarentena obrigatória para o plantel gilista, que regressou esta quarta-feira ao trabalho, após os resultados dos testes realizados na terça-feira terem sido todos negativos.

Ausente do treino desta quarta-feira, Rui Almeida não vai estar no banco de suplentes frente ao Sporting, em encontro da primeira jornada do campeonato, agendado para as 18:30 de sábado, cuja realização ainda está a ser analisada pela Direção-Geral da Saúde (DGS), face aos casos de covid-19 também detetados na equipa lisboeta - sete em jogadores e um na restante estrutura, segundo a mais recente informação oficial.

A presença do timoneiro no banco durante o primeiro jogo da temporada em Barcelos, frente ao Portimonense, relativo à segunda jornada e marcado para as 16:00 de 27 de setembro, um domingo, está ainda em dúvida, adiantou à Lusa a mesma fonte do emblema barcelense.

  • 2:37
  • Marcelo Rebelo de Sousa: aprender a perder para depois ganhar o país

    Presidenciais

    Marcelo Rebelo de Sousa foi um predestinado. Nasceu e cresceu à boleia da ditadura, mas a sua luta foi pela democracia. Parecia não alimentar a vontade de alcançar altos cargos políticos e chegou mesmo a invocar o nome de Deus em vão: "Nem que Cristo desça à Terra!", dizia Marcelo. Declarou também que dez anos como Presidente da República era muito tempo. Mas ei-lo de novo a contrariar-se e a seguir o caminho que já lhe vinha a ser apontado.

    Ana Luísa Monteiro