Coronavírus

Relatório ao lar de Reguengos foi feito quando ainda não havia casos de Covid-19

Desde então não terá havido outra visita dos técnicos da Segurança Social.

Especial Coronavírus

O relatório da Segurança Social sobre o lar de Reguengos de Monsaraz foi afinal feito antes da pandemia, quando ainda não havia casos de infeção na instituição. Desde 11 de março que os técnicos da Segurança Social não fazem uma fiscalização ao lar.

No lar de Reguengos de Monsaraz, a covid-19 afetou 86 pessoas, entre utentes e funcionários, e provocou a morte de 17. Foi um dos maiores surtos em lares no país.

Relatório ou inquérito?

No início de julho, com a polémica instalada sobre a atuação das autoridades de saúde na instituição, a ministra da Segurança Social pedia todos os documentos sobre o lar aos serviços do Ministério.

Acabou por lhe chegar às mãos um relatório a 14 de julho, que encaminhou para o Ministério Público.

O primeiro-ministro chegou a dizer ao Expresso que se tratava de um inquérito, mas o semanário teve acesso ao documento e garante que é apenas um relatório, feito a 11 de março, ainda antes de ser declarado o estado de emergência e três meses antes de se registar o primeiro caso no lar.

Desde então que não terá havido outra visita dos técnicos da Segurança Social.

O que apontou o relatório?

Nesse documento, a ficha das irregularidades ficou em branco. Os peritos encontraram apenas a necessidade de substituir mobiliário e dizia até, segundo o Expresso, que o lar dispunha de médicos e enfermeiros suficientes.

O lar tinha, como todos os outros, um plano de contingência para a covid-19 desde março de 2020, mas com fragilidades. O semanário diz que não previa a substituição das chefias técnicas e de recursos humanos.

O diretor distrital da Segurança Social de Évora e os responsáveis da Proteção Civil foram ao lar no final de julho, quase um mês depois de ter surgido o primeiro caso, mas nunca foram apresentadas as conclusões.

Este é um dos documentos que vai estar em cima da mesa nas audições das ministras da Segurança Social e da Saúde, que decorrem esta quarta-feira no Parlamento.

Veja também: