Coronavírus

Reunião do gabinete de crise decorre em São Bento

Encontro pode resultar em medidas adicionais para fazer face à pandemia de Covid-19.

Especial Coronavírus

O gabinete de crise da pandemia está reunido por causa do aumento de casos. Ontem foi dos piores dias com 10 mortos e quase 800 infectados.

O encontro do primeiro-ministro com dez ministros e quatro secretários de estado, em São Bento, pode resultar em medidas adicionais.

Do gabinete de crise, que se reuniu pela última vez em 29 de junho, em São Bento, fazem parte os ministros de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, de Estado e da Presidência, Marina Vieira da Silva, de Estado e das Finanças, João Leão, da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, da Administração Interna, Eduardo Cabrita, do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, da Saúde, Marta Temido e das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos.

Integram ainda este gabinete de crise os secretários de Estado dos Assuntos Parlamentares, Adjunto do Primeiro Ministro, Adjunto e da Defesa, da Juventude e Desporto e da Mobilidade.

VEJA TAMBÉM: