Coronavírus

Covid-19. Governo francês decide domingo se coloca Paris em alerta máximo

Capital tem mais de 30% dos cuidados intensivos ocupados.

Especial Coronavírus

Em França, o ministro da Saúde anunciou que Paris pode ter que tomar medidas mais restritivas na próxima semana para travar o crescimento da pandemia.

ENDURECIMENTO DE RESTRIÇÕES

Face à evolução da pandemia em França nas últimas semanas, o Governo definiu o endurecimento das medidas nos territórios onde se registam mais casos.

A área urbana de Marselha e Aix en Provence, e também a ilha de Guadalupe, nas Caraíbas, estão agora em alerta máximo e todos os bares e restaurantes passam a estar fechados, medida, entre outras adotadas, que se deve prolongar por duas semanas.

Também passam a estar encerrados todos os recintos que recebem público, à exceção daqueles que têm um protocolo sanitário estrito, como os teatros, cinemas e museus.

Já em zona de alerta reforçado, um patamar abaixo do alerta máximo, passam a estar 11 zonas urbanas, como Paris, Lyon, Bordéus, Nice, Toulouse, Montpellier ou Lille.

Nestas zonas, os bares passam a encerrar às 22:00 e todos os espaços de atividades festivas e associações, ou ginásios, estarão encerrados, à exceção para alguns grupos específicos.

Não podem ainda ser organizados eventos ou espetáculos com mais de mil pessoas.

Os ajuntamentos com mais de dez pessoas deixam de ser permitidos em espaço público.