Coronavírus

Mais de 70% das camas dos cuidados intensivos na região de Lisboa e Vale do Tejo estão ocupadas

Número de doentes internados por covid não era tão alto desde maio.

Saiba mais...

Desde o início de setembro há um claro aumento de internamentos, por exemplo, dia 1 havia 350 internados e 44 nos cuidados intensivos. Um mês depois, outubro arranca com números que não eram atingidos desde meados de maio, 682 internados e 107 doentes nos cuidados intensivos.

O impacto do regresso às aulas começará a ser sentido nos próximos dias. Lisboa e Vale do Tejo continua a ser região com mais novos casos, onde mais de 70% das camas dos cuidados intensivos estão ocupadas.

Veja também:

  • Confidentes de alunos e cúmplices de professores: o braço contínuo

    País

    Chamam-lhes “funcionários” porque funcionam. A expressão até parece sugerir que eles são os únicos que “funcionam”, dentro de uma escola. Acalmem-se os tolos. Significa apenas que os “assistentes operacionais”, ou “auxiliares de ação educativa”, títulos mais pomposos do que “contínuos” – expressão que estimo muito - são pau para toda a colher.

    Opinião

    Rui Correia

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros