Coronavírus

GNR interrompe festa ilegal com mais de 100 pessoas no Algarve

Convivas estariam em festa desde a noite de sexta-feira.

Especial Coronavírus

Uma festa ilegal com mais de 100 pessoas junto a uma barragem em São Bartolomeu de Messines, no Algarve, foi interrompida na tarde deste sábado pela GNR.

A operação relâmpago identificou os promotores, apreendeu drogas e ainda deteve três jovens por tráfico de estupefacientes.

Os convivas estariam em festa desde a noite de sexta-feira num acampamento com sistema de som. A GNR diz que nenhuma medida de proteção à covid-19 era adotada no evento clandestino.

Alerta foi dado por quem passava na zona

A música alta do DJ chamou a atenção de quem passava junto ao acampamento numa zona isolada à perto da barragem do Funcho, no interior do concelho de Silves.

A festa deveria durar todo o fim-de-semana, mas a GNR manteve-se na zona para garantir que ninguém tentaria retomá-la.

Estão proibidos ajuntamentos com mais de 10 pessoas na atual situação de contingência.