Coronavírus

O aviso de António Costa: “Não podemos paralisar o país outra vez”

A reação do primeiro-ministro à evolução da pandemia no país.

Especial Coronavírus

Portugal registou este domingo a existência de um total de 2.005 mortes e 79.151 casos de covid-19 em Portugal desde o início da pandemia. São mais 10 mortes e 904 casos do que no sábado.

O primeiro-ministro alerta que não se podem aliviar os cuidados e que é necessária uma “grande disciplina” de todos, até porque o país não pode voltar a entrar em confinamento, como aconteceu em março.

“Está exclusivamente nas nossas próprias mãos a forma como cumprimos as regras básicas. Se não cumprirmos, teremos situações dramáticas”, avisa.

Sobre a capacidade do Serviço Nacional de Saúde, o primeiro-ministro diz que apesar da evolução significativa da pandemia, a pressão do SNS tem sido “estável”.

O último balanço da DGS

O número de mortes subiu de 1.995 para 2.005, mais 10 do que no sábado - 8 na região de Lisboa e Vale do Tejo e 2 na região Norte. O número de infetados aumentou de 78.247 para 79.151, mais 904 casos.

Nas últimas 24 horas há mais 14 doentes internados em enfermarias, totalizando 682. Nos cuidados intensivos há menos 1 doente que ontem, estando agora internados 105 doentes.

O boletim refere ainda que as autoridades de saúde têm em vigilância 46.348 contactos, mais 120 em relação a sábado, e que 362 doentes foram dados como recuperados.

Desde o início da pandemia em Portugal, em março, já recuperaram da doença 50.207 pessoas.

LINKS ÚTEIS