Coronavírus

Covid-19. Falha técnica na contagem dos positivos no Reino Unido causou alarme

John Sibley

Problema informático já foi resolvido.

Especial Coronavírus

Uma falha técnica, que levou a que cerca de 16.000 casos de coronavírus no Reino Unido não fossem notificados a tempo, atrasou os esforços do governo britânico para rastrear os contactos dos que testaram positivos, relata esta segunda-feira a imprensa.

A agência de saúde pública Public Health England (PHE) especificou que, entre 25 de setembro e 2 de outubro, 15.841 casos de covid-19 ficaram de fora dos números oficiais atualizados que o Ministério da Saúde comunica diariamente.

Estes dados foram então adicionados aos números do sábado, 12.872 novos positivos, e aos de domingo, 22.061.

A PHE, que assegura que o problema informático foi resolvido, disse que todos os positivos já foram informados da situação, embora esse não seja o caso de outras pessoas que estiveram em contacto com os infetados.

Idealmente, dizem os peritos, os contactos das pessoas infetadas pelo vírus deveriam ser rastreados dentro de 48 horas para evitar que a doença se propague.

Esse fracasso também fez com que o número total de casos diários relatados no gráfico que o governo britânico divulgou na semana passada fosse inferior ao número real de casos positivos.

A cadeia pública BBC considera que os números positivos diários comunicados no final da semana passada estavam "na realidade mais perto de 11.000" do que dos 7.000 casos comunicados.

De acordo com o diretor executivo do PHE, Michael Brodie, o "problema técnico" foi identificado na sexta-feira à noite durante o processo de transferência dos positivos detetados nos testes laboratoriais para os gráficos publicados.

"Compreendemos perfeitamente a preocupação que isto possa ter causado e, como resultado, foram implementadas novas medidas robustas", disse.

Os analistas afirmam que este novo revés no sistema informático utilizado pelo Ministério da Saúde não está a ajudar a melhorar a confiança do público no sistema de testes covid-19 em Inglaterra.

O porta-voz da Saúde do Partido Trabalhista, Jonathan Ashworth, considerou o incidente "caótico" e afirmou que "os cidadãos do país ficarão compreensivelmente alarmados".

Com estes novos casos adicionados aos números oficiais, há agora 502.978 de infeção no Reino Unido desde que a pandemia começou.