Coronavírus

Fenprof alerta: “Quando surgem casos positivos em alunos, professores continuam ao serviço”

Mário Nogueira compara a situação com a que aconteceu no Conselho de Estado.

Especial Coronavírus

No Dia Mundial do Professor, o secretário-geral da Fenprof critica a falta de testes à covid-19 aos professores dos alunos infetados.

Aproveita para comparar a situação à que aconteceu depois de um conselheiro de estado descobrir que estava infetado.

“Quando um conselheiro de Estado está infetado leva a que todos – e bem – sejam testados. No caso das escolas, quando surgem casos positivos em alunos, mantêm-se os respetivos professores ao serviço”, alerta.