Coronavírus

Covid-19. "Trump é responsável por muitas mortes nos Estados Unidos" 

As declarações de Paulo Paixão, presidente da Sociedade Portuguesa de Virologia. 

Especial Coronavírus

Paulo Paixão, presidente da Sociedade Portuguesa de Virologia, criticou a atitude irresponsável de Donald Trump com as declarações que fez após sair do hospital, onde esteve internado devido à covid-19.

O presidente da sociedade esteve esta terça-feira na Edição da Tarde, da SIC Notícias, onde falou sobre os possíveis tratamentos que o Presidente norte-americano terá feito enquanto esteve hospitalizado. Lembrou também que, durante muito tempo, Trump falou sobre a hidroxicloroquina e, agora, nunca se tocou no assunto. Disse que a situação do Presidente norte-americano não terá sido grave: "Se fosse, ele não estaria aqui".

Paulo Paixão defendeu ainda aquilo a que chama de "crime de saúde pública", para as pessoas que mentem de forma repetida, consciente e deliberada, sabendo aquilo que está a fazer. "É o que este senhor está a fazer. Ele é claramente responsável por muitas mortes nos Estados Unidos".

Em causa estão as várias declarações de Donald Trump sobre a pandemia do novo coronavírus. Mais recentemente, o líder norte-americano disse que as pessoas não devem ter medo do coronavírus e garantiu que se sente melhor do que há 20 anos. As declarações foram feitas no mesmo dia em que saiu do hospital.

Paulo Paixão considera que as declarações são irresponsáveis vindo do líder do país mais afetado pela pandemia do novo coronavírus.

PRESIDENTE TEM SIDO IRRESPONSÁVEL PARA DOIS TERÇOS DOS NORTE-AMERICANOS

Numa sondagem, feita pela CNN, no dia em que se soube que Donald Trump estava infetado, dois terços dos norte americanos diziam que o presidente tinha sido irresponsável na forma como lidou com o risco de contrair o vírus e de infetar os que lhe são mais próximos.

Quase 70% dos inquiridos afirmou não confiar nas informações dadas pela Casa Branca sobre o estado de saúde do chefe de estado.

O candidato democrata, Joe Biden, desejou as melhoras ao presidente, mas não deixou de o criticar.

EUA COM MAIS DE 210 MIL MORTOS E MAIS DE 7,4 MILHÕES DE CASOS DESDE O INÍCIO DA PANDEMIA

Os Estados Unidos registaram 210.117 mortos e 7.453.582 casos de covid-19 desde o início da pandemia, indicou a Universidade Johns Hopkins.

Este balanço, das 20:00 de segunda-feira (01:00 em Lisboa), surge depois de o Presidente norte-americano, Donald Trump, ter saído do hospital militar onde estava internado desde sexta-feira para ser tratado à doença causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2.