Coronavírus

GNR interrompe festa ilegal com 50 pessoas em São Brás de Alportel

Militares deslocaram-se ao local após denúncia.

Especial Coronavírus

A GNR acabou no sábado com uma festa ilegal num bar em Corotelo, concelho de São Brás de Alportel, que reunia cerca de 50 pessoas, foi este domingo anunciado.

Em comunicado, o Comando Territorial de Faro da GNR adianta que, na sequência de uma denúncia a informar sobre a existência de "uma festa com música ao vivo num estabelecimento de bebidas", militares do Posto Territorial de São de Alportel deslocaram-se ao local para fiscalizar a ocorrência.

O concerto de uma banda de covers animava a esplanada do bar do Corotelo, quando uma denúncia levou a GNR ao local, já perto do fim do espetáculo.

Cerca de 50 clientes estariam na esplanada. A GNR garante que se tratava de uma festa ilegal e, por isso, deu ordem para terminar o evento e acabou com o ajuntamento.

Contactado pela SIC, o proprietário disse não ter recebido qualquer notificação e que a visita dos militares foi circunstancial, para aferir que o concerto iria acabar à hora marcada. Assegura que havia distanciamento e até máscaras, mas a GNR fez saber que o proprietário irá enfrentar um processo de contraordenação por incumprimento das normas do estado de contingência.

Os surtos de covid-19 pelo país

A PSP identificou na sexta-feira à noite mais de 400 pessoas no concelho da Amadora, numa operação para controlar os ajuntamentos. Vários estabelecimentos foram encerrados.

Na Universidade de Aveiro, continuaram a ser testados 170 estudantes de Erasmus. Há já 29 casos positivos. Esta operação de testagem só termina no início da próxima semana. O surto de covid teve origem num evento de acolhimento a estudantes que se realizou no último fim de semana.

Também na Universidade do Porto há um surto de covid-19 entre os estudantes Erasmus. Há 79 infetados e acredita-se que o contágio tenha acontecido fora das aulas.

Portugal regista 13 mortes e 1.090 novos casos de infeção

Portugal contabiliza este domingo mais 13 mortos relacionados com a covid-19 e 1.090 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 2.080 mortes e 86.664 casos de infeção, estando hoje ativos 31.397 casos, mais 693 do que no sábado.

A DGS indica que, das 13 mortes registadas nas últimas 24 horas, seis ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo, seis na região Norte (sendo que esta zona lidera a tabela em número de novos casos) e uma no Alentejo.