Coronavírus

Governo rejeita confinamento obrigatório para já

Secretário de Estado Adjunto e da Saúde apela ao cumprimento das medidas recomendadas pelas autoridades de saúde e garante que o estado de emergência só será decretado em caso de grande gravidade.

Especial Coronavírus

Na conferência de imprensa que analisa os dados da pandemia da covid-19 em Portugal, o governo rejeitou seguir, para já, as medidas adotadas pelo País de Gales.

Para António Lacerda Sales, Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, o mais importante é, nesta altura, seguir as recomendações da Direção Geral da Saúde e o cumprimento das medidas impostas pelo executivo de António Costa.

Na semana que Portugal ultrapassa a barreira dos 100 mil infetados, a Diretora-geral da Saúde afirmou que o número de novos casos de covid-19 não está relacionado com abertura das escolas.