Coronavírus

Covid-19. Universidade de Aveiro regista mais oito casos

Facebook UA

Surto terá tido início num evento externo à Universidade.

Especial Coronavírus

A Universidade de Aveiro (UA) contabilizou este domingo mais oito infeções pelo novo coronavírus, o terceiro maior número de casos desde que foi detetado um surto naquela instituição de ensino há cerca de um mês, indicou fonte académica.

Numa nota enviada à comunidade académica, a que a Lusa teve acesso, o reitor da UA, Paulo Jorge Ferreira, diz que as autoridades de saúde confirmaram este domingo mais oito infeções por SARS-CoV-2 e a recuperação de um dos casos positivos.

Nenhum dos infetados teve de ser hospitalizado

Desde o início do surto na UA, a instituição conta com 141 infeções pelo novo coronavírus, existindo atualmente 41 casos ativos, entre alunos, professores e funcionários.

O número de pessoas recuperadas atingiu uma centena e até ao momento nenhum dos elementos da comunidade UA infetados teve de ser hospitalizado.

Os primeiros casos de covid-19 na UA surgiram no dia 07 de outubro, um dia depois do início das aulas naquela instituição de ensino.

Na altura, a Reitoria anunciou que havia 15 alunos infetados de nacionalidade espanhola que estavam a frequentar a UA ao abrigo do programa Erasmus.

De acordo com a mesma fonte, o contágio teria ocorrido na semana anterior, num evento externo à Universidade.

Alunos mobilizam-se para fazer chegar comida aos colegas em isolamento

Na Universidade de Aveiro, vários alunos mobilizaram-se para ajudar os colegas que estão em isolamento.

O mais importante é fazer-lhes chegar refeições a casa, que são confecionadas e embaladas na cantina da universidade. A distribuição aos alunos que estão de quarentena é feita por colegas voluntários que se inscreveram numa plataforma da associação de estudantes que faz a gestão dos pedidos e das entregas.