Coronavírus

Feirantes ameaçam manifestar-se em Lisboa esta semana

Em causa a proibição de feiras e mercados.

Especial Coronavírus

Nas novas medidas anunciadas pelo Governo, feiras e mercados estão proibidos nos 121 concelhos de maior risco a partir de quarta-feira.

Os feirantes estão contra e ameaçam manifestar-se em Lisboa esta semana.

A federação que representa o setor critica o Governo e fala em discriminação.

Regresso ao estado de emergência? Hipótese está em cima da mesa

A eventual declaração do estado de emergência nos 121 concelhos mais críticos vai estar em cima da mesa na reunião desta segunda-feira em Belém entre o Presidente da República e o primeiro-ministro.

Antes disso, António Costa recusa revelar se entende ou não que o estado de emergência é necessário para implementar medidas mais restritivas. Costa remete para Marcelo, que já deixou claro que um novo estado de emergência exige um consenso parlamentar alargado.

PSD É O ÚNICO QUE DÁ LUZ VERDE

Depois de ouvir o primeiro-ministro esta segunda-feira, o Presidente da República vai medir o pulso aos partidos, mas já sabe que o PSD é o único que está disposto a dar luz verde. O voto favorável do PSD basta para aprovar o estado de emergência no Parlamento.

António Costa faz questão de esclarecer que a avançar, o estado de emergência terá contornos diferentes do que foi decretado em março. Pode permitir, por exemplo, o recolher obrigatório.

Ao que a SIC apurou, em São Bento ainda há dúvidas sobre a necessidade e mesmo sobre a eficácia da medida.

A declaração do estado de emergência pode vir a servir também para dar cobertura jurídica a medidas que têm levantado dúvidas de constitucionalidade como as restrições à circulação impostas este fim de semana.