Coronavírus

Covid-19. Quando o isolamento e a falta de voos diretos se tornam uma vantagem

Só há três concelhos em Portugal onde não existem casos de covid-19, dois são no Arquipélago dos Açores.

Especial Coronavírus

O maior problema - o isolamento e a falta de voos diretos - é agora a maior vantagem em dois concelhos no Arquipélago dos Açores.

O Corvo e as Lajes, nas Flores, são os dois concelhos açorianos sem registo de casos de covid-19, o isolamento insular é agora visto como uma vantagem.

No entanto, e caso exista um surto no Corvo, o grande problema será a falta de equipamentos médicos.

"Aquilo que está determinado é que qualquer pessoa que tenha um caso positivo terá que ser evacuado", explica o presidente da Câmara do Corvo.

Na ilha das Flores não existem voos diretos para o continente e é obrigatório um teste negativo para poder entrar na ilha. O turismo é mais forte no verão e as ligações de barco estão neste momento cortadas. E com menos de dois mil residentes, o distanciamento social é considerado por quem lá vive fácil de cumprir.

"O concelho tem relativamente pouca população. Temos cerca de mil e quinhentos habitantes e num meio essencialmente rural, em que a população é bastante dispersa. Portanto, é fácil, relativamente fácil nós controlarmos os comportamentos da populção", diz Luís Maciel, presidente da Câmara das Lajes das Flores.