Coronavírus

CCP considera teletrabalho obrigatório uma medida "duvidosa" e "radical"

Presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal esteve na Edição da Noite.

Especial Coronavírus

O Presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal, João Vieira Lopes, defendeu que os apoios são importantes durante a pandemia para a sobrevivência das empresas.

"A profundidade da crise é muito grande, a sua duração vai ser muito grande", afirmou, na Edição da Noite.

João Vieira Lopes defendeu também que o teletrabalho não deveria ser uma medida tão radical e universal. Lembra que há localidades que vão ter uma perturbação desnecessária com a medida.

Veja também:

  • 3:09