Coronavírus

Mais restrições e testes em massa. A pandemia no mundo

Itália é o quinto país europeu a ultrapassar o um milhão de infetados. Também os estados do Texas e da Califórnia, nos Estados Unidos, registam cerca de um milhão de casos desde o início da pandemia.

Especial Coronavírus

Em França, o índice de contágio de covid-19 baixou, pela primeira vez em muitas semanas. No entanto, o primeiro-ministro manteve as restrições. Diz que o país tem de manter o esforço, se quiser celebrar o natal e o fim de ano em família.

O Reino Unido registou um novo máximo de casos diários: mais de 33 mil, o que corresponde a um aumento de 45% em relação ao dia anterior. Os especialistas alertam que este número reflete a nova politica de testagem em massa. O país ultrapassou também as 50 mil mortes, o número mais alto da Europa.

Itália é o quinto país europeu a ultrapassar o um milhão de infetados com covid-19. Com os hospitais lotados e o governo a resistir ao confinamento total para poupar a economia, o parque de estacionamento do autódromo de Monza, em Milão, está a ser transformado num centro de triagem para doentes covid.

Na Ucrânia, o presidente Volodymyr Zelenskiy foi internado com febre baixa e sintomas leves. Foi diagnosticado com o vírus no início da semana. Os assessores justificam o internamento com melhores condições de isolamento e de cuidados médicos.

Nos Estados Unidos, o Texas foi o primeiro estado a ultrapassar um milhão de infetados. A gravidade da situação é visível pela expansão dos hospitais através de tendas e por morgues móveis em camiões frigoríficos. Já Nova Iorque prepara-se para impor novas restrições.

Veja também: