Coronavírus

Presidente da Ucrânia hospitalizado com sintomas leves de Covid-19

Reuters

Vladimir Zelenski e o chefe de gabinete estão isolados no hospital mas continuam a trabalhar.

Especial Coronavírus

O Presidente da Ucrânia, Vladimir Zelenski, que anunciou esta semana que estava com covid-19, foi hospitalizado, embora continue a trabalhar no quarto e tenha apenas sintomas leves, disse hoje a sua porta-voz, Julia Mendel.

Além de Zelenski, também o chefe do seu gabinete, Andréi Yermak, foi internado num hospital, disse hoje o assessor, Mikhail Podoliak, ao jornal Ukrainskaya Pravda.

"Ambos estão em quartos isolados e continuam a desempenhar as suas funções remotamente", disse Podoliak, acrescentando que estes mantêm o seu horário normal, apenas estão isolados.

Quando Zelenski anunciou na segunda-feira que tinha feito um teste e dado positivo, voltou imediatamente para casa e no dia seguinte já foi ao hospital, "porque há melhores condições para o isolamento e tratamento de doentes infeciosos", disse a porta-voz.

"O Presidente e o chefe do seu gabinete já tiveram várias reuniões de lá [hospital] e o Presidente conversou com a chanceler alemã, Angela Merkel, na noite de terça-feira", indicou.

A Ucrânia registou um novo recorde de infeções diárias na quinta-feira com 11.057 casos.

O governo ucraniano decretou na véspera a quarentena para os próximos três fins de semana para tentar impedir a disseminação da covid-19.

Na quinta-feira também morreram 198 pessoas, elevando o número total de óbitos no país para 9.145.

No total, desde o início da pandemia, a Ucrânia registou 500.865 casos confirmados.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.275.113 mortos em mais de 51,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.