Coronavírus

Covid-19 na Ucrânia. Segundo dia consecutivo com número máximo de casos

Empresários da restauração manifestam-se em Kiev, capital da Ucrânia, contra as novas medidas de combate à Covid-19.

Efrem Lukatsky

O Governo decretou quarentena para os próximos três fins de semana.

Especial Coronavírus

A Ucrânia registou um recorde de infeções por covid-19, pelo segundo dia consecutivo, com mais 11.787 casos nas últimas 24 horas, informou o ministro da Saúde.

Entre os infetados estão 555 trabalhadores do setor da saúde e 388 menores, disse o ministro da Saúde ucraniano, Maxim Stepánov, na rede social Facebook.

Além disso, 1.587 cidadãos foram hospitalizados nas últimas 24 horas.

A capital, Kiev (1.083 casos), e Dniepropetrovsk, cidade no centro leste (740), registaram o maior número de novas infeções.

Nas últimas 24 horas, o país contabilizou ainda 172 mortes provocadas pelo novo coronavírus, elevando o total de óbitos para 9.317.

Desde o início da pandemia, a Ucrânia registou 512.652 casos confirmados de coronavírus.

O Presidente da Ucrânia, Vladimir Zelenski, que anunciou esta semana que estava com covid-19, foi hospitalizado na quinta-feira, embora continue a trabalhar no quarto e tenha apenas sintomas leves, disse a sua porta-voz, Julia Mendel.

O Governo ucraniano decretou na quarta-feira a quarentena para os próximos três fins de semana, para tentar impedir a disseminação da covid-19.

  • 1:44