Coronavírus

Governo australiano quer vacinar população contra a Covid-19 até ao final de 2021

Sandra Sanders

O Governo australiano adquiriu mais de 130 milhões de doses de vacinas.

Especial Coronavírus

O Governo australiano prevê imunizar os 25 milhões de habitantes do país contra a covid-19 até final de 2021, disse esta sexta-feira o ministro da Saúde, Greg Hunt.

O político lembrou que a vacinação não será obrigatória, mas recomendada pelas autoridades.

Hunt fez o comentário durante uma visita aos laboratórios da Universidade de Queensland, na cidade de Brisbane, para conhecer os avanços da vacina australiana V451, produzida nos laboratórios da CSL, empresa de biotecnologia de Melbourne.

Os resultados dos ensaios clínicos

"Os dados iniciais indicam claramente que a vacina [da Universidade de Queensland] é segura nos ensaios clínicos de fase 1 e que foi comprovada a produção de uma resposta positiva de anticorpos", disse.

O ministro sublinhou que o facto de ser eficaz entre os idosos "é um resultado importante, dada a vulnerabilidade" deste setor da população ao vírus.

A CSL terminou agora de produzir essas vacinas e procura aprovações regulatórias para iniciar a fase 3 dos testes clínicos.

"O nosso objetivo nacional é garantir que todos os australianos que desejam ser imunizados sejam vacinados até final de 2021", acrescentou o governante.

Austrália quer começar a vacinar já em março

O Governo australiano adquiriu mais de 130 milhões de doses de vacinas, por meio de acordos com a Universidade de Queensland-CSL, além das farmacêuticas Pfizer e Novavax, ambas dos Estados Unidos, e da britânica AstraZenaca.

A Austrália espera começar a fornecer a vacina contra a covid-19 a partir de março de 2021.

A Austrália acumulou cerca de 27.698 infeções e 907 mortes desde o início da pandemia.

  • 3:09