Coronavírus

Covid-19. Estados Unidos atinge máximo histórico de hospitalizações

Com cinco milhões de casos ativos, a região junta um terço do acumulado dos países europeus.

Especial Coronavírus

Em média, os Estados Unidos registam 1.300 mortes por Covid-19 por dia. Também os internamento atingem máximos históricos com 80 mil hospitalizações. A região concentra já cerca de um terço do total acumulado dos 15 milhões de casos registados na Europa.

Entre os quase cinco milhões de casos ativos está agora o filho mais velho de Donald Trump. Em Ohio e Califórnia foi decretado o recolher obrigatório entre as 22h00 e as 5h00. Também para o feriado de Ação de Graças foi recomendado aos norte-americanos que fiquem em casa.

Na Polónia, o chefe do Governo fez um apelo semelhante, mas a mais longo prazo: pediu à população que evitasse deslocações no Natal. Esta semana a Polónia registou o terceiro maior número de mortes de toda a Europa.

No México, a aposta é na massificação dos testes. Com mais de 100 mil vítimas mortais, o país é o quarto mais atingido em todo o mundo.

Há já países que estão a ser atingidos pela terceira vaga do vírus. É o caso de Hong Kong, da Coreia do Sul e do Japão que registam números diários de contágios que não eram vistos há meses.

A China garante que tem apenas 86 mil casos acumulados e que vai testar três dos 15 milhões de habitantes da cidade de Tianjin. Foi nesta cidade que foi descoberta uma cadeia de contágio que infetou pelo menos cinco pessoas.

  • 1:44