Coronavírus

Covid-19. Número de camas nos cuidados intensivos pode duplicar, avança a ministra da Saúde

Mas a resposta a outras patologias ficará seriamente comprometida.

Especial Coronavírus

A ministra da Saúde admite que a situação é grave nos cuidados intensivos.

Marta Temido avança que, no limite, o número de camas nestas unidades pode duplicar e chegar aos mil, mas a resposta a outras patologias ficará seriamente comprometida.

A ministra sublinha que foram celebrados acordos de contratualização de camas com os privados, 13 com a ARS Norte e três com a ARS de Lisboa e Vale do Tejo, mas nos cuidados intensivos o setor não oferece grande capacidade.