Coronavírus

97 infetados com Covid-19 no Lar de São João de Deus na Guarda

DR

Alerta dado por uma auxiliar que na semana passada evidenciou sintomas.

Especial Coronavírus

No Lar São João de Deus, na Guarda, 84 idosos e 13 funcionários testaram positivo para o novo coronavírus.

O alerta foi dado por uma auxiliar que na semana passada evidenciou sintomas e foi logo confirmada como portadora da infeção.

Imediatamente foram testados os contactos mais próximos, tendo sido identificados nove idosos infetados, três deles com sintomas ligeiros.

A meio da semana, a Unidade de Saúde Pública (USP) testou a restante comunidade constituída por cerca de 100 utentes e 40 funcionárias.

Contactado ainda antes de conhecidos os resultados finais, o médico João Correia que presta assistência na instituição, temia que pelo menos 50% das pessoas estivessem contagiadas, mas o pior dos cenários foi confirmado nas últimas horas, com 97 infetados.

Guarda com mais casos, mais internados e mais mortes

No espaço de uma semana o concelho da Guarda sinalizou mais 119 casos do que na semana de 13 a 20 de novembro passando de 406 para 525 casos ativos.

No distrito da Guarda a tendência também foi de subida registando agora 1363 casos ativos, 71 dos quais internados no Hospital da Guarda onde 7 doentes, em estado mais crítico estão na Unidade de Cuidados intensivos.

Do total acumulado de 3.209 casos, 1772 já recuperaram, mas há a lamentar 73 mortes desde o início da pandemia. 6 apenas na última semana.

Em vigilância a Unidade de Saúde Pública tem 2.915 contactos e 120 inquéritos epidemiológicos em curso durante o fim-de-semana.

Logo a seguir ao concelho da Guarda que lidera a tabela de casos ativos, aparecem os concelhos de Seia com 250 casos, Sabugal com e Celorico da Beira com 108.

Veja também:

  • Um Presidente sem tempo a perder

    Opinião

    Donald Trump foi o pior Presidente dos EUA em 90 anos. Joe Biden tem o maior desafio do último século americano - mas está, nestes primeiros dias, a mostrar que pode estar à altura do que a maioria clara lhe pede.

    Germano Almeida