Coronavírus

"O Estado continua a ser um Estado dramático em todo o setor do Turismo"

Presidente da Confederação do Turismo de Portugal, Francisco Calheiros, em entrevista à Edição da Noite da SIC Notícias.

Saiba mais...

Francisco Calheiros, presidente da Confederação do Turismo de Portugal, defende que são precisas mais medidas para o setor.

O presidente da Confederação do Turismo de Portugal diz que os turistas nacionais representam apenas 30% do total, ou seja "nunca pode mitigar os 70% de turistas estrangeiros". E garante que, este ano, o setor vai ter uma quebra de 65 a 70%.

"São números, de facto, nunca vistos e que eu nunca sonhei alguma vez poder acontecer", diz Francisco Calheiros.

Para Francisco Calheiro, o Governo precisa de tomar mais medidas para tentar salvar o setor do turismo e da restauração.

"Eu não tenho dúvidas, que quando vier a vacina e quando os turistas ganharem a confiança, nós vamos estar outra vez inundados de turistas, mas para isso é preciso que a oferta esteja instalada."

O presidente da Confederação do Turismo de Portugal vai reunir na quarta-feira com o Executivo, "exatamente para explicar que a corda já não está esticada, a corda já rompeu", diz.

"Não vale a pena amanhã termos uma vacina, os turistas quererem vir para cá e não terem companhias aéreas (...), não terem hotéis para ficar, restaurantes para ir. É fundamental que o Governo mantenha as empresas abertas."