Coronavírus

Onde vão ser aplicados os 3 mil milhões de euros que chegaram de Bruxelas?

O empréstimo foi atribuído a Portugal no âmbito do Programa Sure para apoiar o emprego e as empresas.

Saiba mais...

Portugal já recebeu os primeiros três mil milhões de euros de Bruxelas para apoiar o emprego. O programa Sure vai atribuir um total de 5.900 milhões de euros ao país sob a forma de empréstimo, com condições vantajosas, como juros mais baixos e um prazo de reembolso alargado.

Estes três mil milhões de euros que já chegaram e o montante que ainda está por vir servem para financiar medidas que representam ou já representaram um aumento significativo da despesa do Estado.

É o caso do lay-off, os apoios aos trabalhadores independentes e aos pais que tiveram de ficar em casa com os filhos durante a pandemia, por questões de saúde ou devido ao encerramento dos estabelecimentos de ensino.

Este empréstimo vai ainda financiar os prémios aos profissionais do Serviço Nacional de Saúde, como explicou o primeiro-ministro, António Costa, na rede social Twitter.

O Programa Sure é apenas uma parte do pacote de emergência aprovado em abril para ajudar as empresas que sofrem os efeitos da pandemia. No total, serão atribuídos 540 mil milhões de euros a todos os estados-membros.

  • Esqueçam o atrás...

    Tenham noção

    O recado de Rodrigo Guedes de Carvalho sobre redundâncias. Tenham noção que dizer ou escrever "há cinco anos atrás", "subir para cima" ou "descer para baixo" é desnecessário.

    SIC Notícias