Coronavírus

Número médio de novos casos de covid-19 desceu 40% em duas semanas

Rafael Marchante

Dados do INE.

O número de novos casos semanais de covid-19 desceu 40% em duas semanas, passando de 45 mil para cerca de 27 mil, revela o relatório do INE divulgado esta sexta-feira .

Segundo o relatório do Instituto Nacional de Estatística, na semana entre 11 e 18 de novembro registaram-se 44.998 novos infetados.

Desde então, os casos têm vindo a diminuir gradualmente: nos sete dias antes de 2 de dezembro foram identificados 27.224 novos casos de covid-19, ou seja, menos 40%.

A maioria dos casos confirmados desde meados de novembro diz respeito a pessoas do Norte do país, segundo o relatório sobre "Indicadores de contexto para a pandemia covid-19 em Portugal", que reafirma os dados que têm sido divulgados pela Direção-Geral da Saúde.

Desde o início de novembro que passaram a existir medidas diferentes para os municípios, consoante o número médio de casos por mil habitantes registados nas duas últimas semanas.

Em 9 de novembro foi declarado o estado de emergência para todo território nacional e em 16 de novembro entrou em vigor a nova lista de municípios em situação de elevado risco.

O Estado de Emergência já foi renovado e a lista de municípios atualizada.

Segundo o INE, a taxa de incidência da doença a 14 dias desceu: a média nacional apresentada em 25 de novembro apontava para 800 novos casos por cem mil habitantes, que passaram para 628 novos casos (segundo um balanço feito em 2 de dezembro).

Quando se olha para o fenómeno por regiões, o Norte volta a destacar-se, com uma taxa de incidência de 1.313 novos casos por 100 mil habitantes.

As quatro sub-regiões mais atingidas eram o Ave (com 2.092 novos casos por 100 mil habitantes), o Tâmega e Sousa (1.620), o Cávado (1.336) e a Área Metropolitana do Porto (1.227)

A Área Metropolitana de Lisboa e a região Centro também apresentaram valores altos, com respetivamente 543 novos casos por 100 mil habitantes e 502 novos casos.

No resto do país, o número de novos casos por 100 mil habitantes situou-se entre os 400 novos casos por 100 mil habitantes no Alentejo e 272 no Algarve.

Nas regiões autónomas, os valores estiveram abaixo dos 240 novos casos por 100 mil habitantes (limiar corresponde a um nível de risco moderado): 143 na Região Autónoma dos Açores e 85 na Região Autónoma da Madeira.

Em 25 de novembro de 2020, havia 50 municípios identificados como zonas de risco extremamente elevado. Segundo avançou esta semana a DGS, nestas regiões havia mais de 960 novos casos confirmados por 100 mil habitantes.

O INE acrescenta hoje que 41 dos 86 municípios do Norte registaram números superiores àquele limiar, representando 78% da população residente nesta região.

Este conjunto compreendia, maioritariamente, municípios localizados na Área Metropolitana do Porto (15 dos 17 municípios, constituindo Arouca e Matosinhos as duas exceções) e em sub-regiões contíguas a este território metropolitano.

  • A árdua experiência com a sustentabilidade 

    Mundo

    E se alguém lhe dissesse que passaria a viver num quarto, com eletricidade apenas para pequenos utensílios domésticos, sem aquecimento central, ar condicionado ou água quente. Teria apenas três conjuntos de roupa, sem máquina de lavar ou secar, faria dieta local sem produtos de origem animal e não andaria de automóvel nem de avião?

    Opinião

    João Abegão