Coronavírus

Covid-19. Forças de segurança estão esgotadas e com falta de profissionais

Os sindicatos da PSP e da GNR acusam o Governo de “ignorar” a situação.

Saiba mais...

As Associações Sindicais da PSP e da GNR dizem que os agentes estão esgotados perante o elevado número de fiscalizações e a falta de profissionais. Acusam o Governo de “ignorar” a situação das forças de segurança.

A falta de profissionais e a idade avançada de determinados agentes já eram um problema entre as autoridades. Mas o reforço das operações de fiscalização em todo o país está a gerar cansaço e a criar dificuldades na gestão das forças de segurança.

A Associação dos Profissionais da GNR admite que em diversos casos têm de ser destacados efetivos de outras áreas para garantir a realização das operações de fiscalização. Dos 22 mil profissionais, apenas cerca de metade sai do quartel.

A Associação Sindical dos Profissionais da Polícia afirma que os agentes são regularmente chamados para situações de incumprimento, quando apenas 60% pode realizar estas fiscalizações.

Ambos os sindicatos causam o Governo de falta de reconhecimento. Consideram importante a contratação de efetivos e a realização de uma revisão das necessidades das forças de segurança.

  • 3:19