Coronavírus

Agência Europeia do Medicamento alvo de ataque informático

Hannah Mckay

Entidade reguladora está em fase de avaliação de vacinas para a covid-19.

Saiba mais...

A agência reguladora de medicamentos da Europa (EMA) avançou esta quarta-feira que foi alvo de um ataque informático e que as autoridades já estão a investigar o sucedido.

A entidade reguladora europeia é responsável pela avaliação e aprovação de medicamentos, dispositivos médicos e vacinas para a União europeia. Não foram revelados detalhes sobre o ataque.

"A EMA não pode fornecer detalhes adicionais enquanto a investigar decorrer. Mais informações estarão disponíveis num momento oportuno", afirmou a entidade numa nota.

Fica por saber quando e como aconteceu o ataque, quem foi o responsável e quais foram os dados que ficaram comprometidos.

Na semana passada a EMA recebeu pedidos formais para "autorização condicional" das farmacêuticas Pfizer/BioNTech e Moderna para o uso das vacinas na União Europeia, após o Reino Unido ter já começado a vacinar a população sem esperar - no âmbito do Brexit - pelos estudos da Agência Europeia do Medicamento.

  • Confidentes de alunos e cúmplices de professores: o braço contínuo

    País

    Chamam-lhes “funcionários” porque funcionam. A expressão até parece sugerir que eles são os únicos que “funcionam”, dentro de uma escola. Acalmem-se os tolos. Significa apenas que os “assistentes operacionais”, ou “auxiliares de ação educativa”, títulos mais pomposos do que “contínuos” – expressão que estimo muito - são pau para toda a colher.

    Opinião

    Rui Correia