Coronavírus

Covid-19. Cinco militares da GNR de Amares infetados e 15 em isolamento

SIC

A situação "não é muito preocupante", mas causa "constrangimentos" ao funcionamento do quartel.

Saiba mais...

Cinco militares da GNR de Amares estão infetados com covid-19 e 15 operacionais estão em isolamento, adiantou esta quarta-feira à Lusa o presidente da câmara municipal de Amares, que garantiu que "a segurança do território não está em causa".

Segundo Manuel Moreira, a situação "não é muito preocupante" mas causa "constrangimentos" ao funcionamento daquele quartel do distrito de Braga.

"Claro que vinte homens fora de trabalho causam constrangimentos, principalmente nesta altura. Mas a segurança do território não está em causa, embora haja naturalmente alguma perturbação", assegurou o autarca.

Covid-19. Portugal com mais 70 mortes e 4.097 casos

Portugal contabiliza pelo menos 5.192 mortos associados à covid-19 em 332.073 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O país está em estado de emergência desde 09 de novembro e até 23 de dezembro, período durante o qual há recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.

Durante a semana, o recolher obrigatório tem de ser respeitado entre as 23:00 e as 05:00, enquanto nos fins de semana e feriados a circulação está limitada entre as 13:00 de sábado e as 05:00 de domingo, e entre as 13:00 de domingo e as 05:00 de segunda-feira.

  • Confidentes de alunos e cúmplices de professores: o braço contínuo

    País

    Chamam-lhes “funcionários” porque funcionam. A expressão até parece sugerir que eles são os únicos que “funcionam”, dentro de uma escola. Acalmem-se os tolos. Significa apenas que os “assistentes operacionais”, ou “auxiliares de ação educativa”, títulos mais pomposos do que “contínuos” – expressão que estimo muito - são pau para toda a colher.

    Opinião

    Rui Correia