Coronavírus

Covid-19. GNR encerra unidade hoteleira na Sertã por motivos de saúde pública

ESTELA SILVA

Unidade hoteleira estava a funcionar contra as regras determinadas pelas autoridades de saúde na sequência de um surto de covid-19.

Saiba mais...

A Guarda Nacional Republicana (GNR) da Sertã "encerrou e evacuou" na quarta-feira uma unidade hoteleira que estava a funcionar contra as regras determinadas pelas autoridades de saúde na sequência de um surto de covid-19, anunciou esta quinta-feira a GNR.

Em declarações à Lusa, fonte do Comando Territorial da GNR de Castelo Branco, disse que, "face aos casos de contágios de covid-19 ocorridos na semana passada numa residencial", na localidade da Sertã, "a autoridade de saúde local havia determinado o encerramento do estabelecimento por motivos de saúde pública", decisão que os proprietários não acataram.

"Os militares da Guarda apuraram" que [a residencial, uma unidade hoteleira de três estrelas], ainda se encontrava em funcionamento e que iria admitir novos clientes nos próximos dias desta semana", pelo que, no seguimento das diligências policiais, "a unidade hoteleira foi encerrada, evitando que novos hospedes se instalassem na residencial".

Os hóspedes que estavam no espaço, que a fonte policial não quantificou, foram retirados e "encaminhados para outras unidades hoteleiras da localidade" da Sertã.

Segundo a GNR de Castelo Branco, "foi elaborado um auto de notícia a quem gere a unidade hoteleira por crime de desobediência às regras impostas pela autoridade de saúde local", tendo os factos sido remetidos ao Tribunal Judicial da Sertã.

Em comunicado, o Comando Territorial da GNR de Castelo Branco refere que a ação foi desenvolvida através do Posto Territorial da Sertã e contou com o reforço do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da Sertã, em coordenação com a Delegada de Saúde local.

O município da Sertã, que integra o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Pinhal Interior Sul (PIS), apresentava no último relatório do ACES, na quarta-feira, um total acumulado de 113 pessoas infetadas, das quais 88 recuperadas da doença.

A Sertã, um município de risco moderado, tinha na quarta-feira um total de 25 casos ativos e 52 pessoas em vigilância.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 5.278 mortes e 335.207 casos de infeção pelo novo coronavírus, estando hoje ativos 70.381, menos 1.800 em relação a quarta-feira.