Coronavírus

Estão curados os quatro leões infetados com covid-19 no zoo de Barcelona

(Arquivo)

Os animais "responderam de forma positiva" à terapia anti-inflamatória administrada.

Saiba mais...

Quatro leões do jardim zoológico de Barcelona, capital da região espanhola da Catalunha, foram contaminados pela covid-19 em novembro, mas já estão curados da doença, anunciou a instituição.

Os cuidadores dos animais detetaram "sintomas respiratórios ligeiros" no mês passado em três fêmeas de 16 anos e num macho de quatro anos, revelou o jardim zoológico num comunicado divulgada na segunda-feira.

Tratados com um protocolo clínico "semelhante ao da gripe", com terapia anti-inflamatória e acompanhamento de proximidade, "os animais responderam de forma positiva" e voltaram a levantar-se.

O zoo da capital catalã chegou a contactar "peritos internacionais, como o serviço veterinário do Zoo do Bronx em Nova Iorque (EUA), o único a ter casos documentados de infeção com Sars-CoV-2 [o vírus que causa a doença da covid-19] em felinos", explica o zoo.

"Os leões nunca mostraram qualquer dificuldade respiratória ou outros sinais, e todos os sintomas desapareceram passados 15 dias, com exceção da tosse e espirros", acrescenta a instituição.

Para evitar um possível risco de infeção, foram implementadas medidas específicas para o pessoal que cuida destes leões que incluíram a utilização de máscaras FFP3.

São vários os casos de animais infetados com o novo coronavírus detetados em todo o mundo desde o início da epidemia, como gatos, martas, cães, para só citar alguns.

A marta é o único animal conhecido até à data que contagia humanos, depois de ter sido infetado com a covid-19.

O abate em massa deste pequeno mamífero, que é criado por causa da sua pele, foi uma decisão tomada em vários países, em particular na Dinamarca, onde mais de 10 milhões de martas foram abatidas, de acordo com um relatório citado pela agência de notícias francesa AFP.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.557.814 mortos resultantes de mais de 68,2 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 5.192 pessoas dos 332.073 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.