Coronavírus

Covid-19. Cuidados intensivos na Suécia estão quase no limite 

Noruega e Finlândia podem vir a prestar auxílio. 

Saiba mais...

A situação pandémica na Suécia continua a agravar-se. Os cuidados intensivos estão a chegar ao limite da capacidade e o país pode vir a ter de recorrer a ajuda de países vizinhos como a Finlândia ou a Noruega.

A Suécia ficou conhecida pelo destoar da resposta à pandemia de covid-19, em comparação com o resto da Europa. Agora, os alarmes suecos não param de disparar.

O país está a atingir o limite de resposta nos cuidados intensivos, com mais de 80% das camas preenchidas. Em Estocolmo, este número já chegou aos 99%.

As autoridades suecas já admitiram que a situação é grave e que vão precisar de ajuda. A resposta pode passar pelos países vizinhos como a Finlândia ou a Noruega. Os governos dos dois países já se mostraram disponíveis para prestar auxílio, caso seja formalizado o pedido de ajuda sueco.

O embate desta segunda vaga levou a Suécia a recuar e a alterar a estratégia inicial. Estão proibidos ajuntamentos com mais de oito pessoas, não é possível comprar álcool a partir das 22:00 e, meia hora depois, todos os bares, restaurantes e clubes têm de estar encerrados.

A Suécia já ultrapassou as 7.500 mortes por covid-19.

  • 1:45