Coronavírus

Covid-19. “Os vírus mudam muito, estão sempre a surgir novas variantes”

Miguel Castanho, Investigador Principal do Instituto de Medicina Molecular, em entrevista à SIC Notícias.

Saiba mais...

Uma "nova variante" de SARS-CoV-2, o coronavírus na origem da covid-19, que se propaga rapidamente foi identificada no Reino Unido, anunciou esta segunda-feira o ministro da Saúde britânico, Matt Hancock.

Para Miguel Castanho, Investigador Principal do Instituto de Medicina Molecular, a descoberta de nova variante não é por si só preocupante, mas “relembra-nos que temos que estar atentos”, até porque pode significar que os medicamentos e vacinas em desenvolvimento se podem tornar obsoletos.

Diz, por isso, que à semelhança da vigilância permanente às mutações do vírus da gripe, poderá ser necessário algo semelhante em relação ao novo coronavírus.

Sobre esta nova variante identificada no Reino Unido, explica que é mais contagiosa, espalha-se mais facilmente, mas que não há relação direta entre ser mais contagioso com causar uma doença mais grave.