Coronavírus

Benjamin Mendy infringe regras e Manchester City já tem seis casos de Covid-19

Reuters

O Manchester City lamenta o comportamento do futebolista Benjamin Mendy, por organizar uma festa de Ano Novo em sua casa.

Especial Coronavírus

O Manchester City lamentou hoje o comportamento do futebolista Benjamin Mendy, por organizar uma festa de Ano Novo em sua casa, infringindo o protocolo sanitário existente, de prevenção ao novo coronavírus.

Mendy não seguiu as regras impostas, num momento em que o Manchester City informou também hoje que mais um jogador, Eric Garcia, testou positivo, elevando para seis os casos no plantel às ordens de Pep Guardiola.

O defesa dos 'citizens' terá convidado um 'chef', juntamente com mais duas pessoas, amigas da sua companheira, para festejarem na sua casa a passagem de ano, de acordo com informações avançadas pelo jornal The Sun.

Devido à pandemia do novo coronavírus, a situação não é permitida no norte de Inglaterra, onde é proibido que pessoas de diferentes famílias se misturem em ambientes fechados.

"O clube está ciente da quebra no protocolo da covid-19 na véspera de Ano Novo, que envolveu Benjamin Mendy", referiu o City, acrescentando que, apesar de existir alguma informação desadequada na imprensa, está desapontado com o jogador e irá averiguar internamente a situação.

O representante do jogador disse que Mendy compreende que infringiu o protocolo e pede desculpa por isso, tendo já sido testado ao novo coronavírus, com o Manchester City a acompanhar a situação.

No sábado, também José Mourinho e o Tottenham mostraram-se desiludidos com Reguilón, Erik Lamela e Lo Celso, que se juntaram nas festividades natalícias, num encontro em que esteve também presente Manuel Lanzini, que mereceu iguais críticas do seu clube, o West Ham.

Durante a semana, o jogo entre Tottenham e Fulham foi adiado devido a vários casos positivos na equipa de Ivan Cavaleiro, bem como a receção do Everton ao Manchester City, e no sábado foi decidido adiar o jogo de hoje entre Burnley e Fulham.

O Fulham, que teve estes dois últimos jogos adiados, está a investigar também uma alegada quebra de protocolo, depois de terem aparecido nas redes sociais fotografias do sérvio Aleksandar Mitrovic com o seu compatriota Luka Milivojeviv, e as respetivas famílias, na noite de passagem de ano.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.835.824 mortos resultantes de mais de 84,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

O Reino Unido contabiliza 74.570 mortos, em mais de 2,5 milhões de casos de infeção.