Coronavírus

Novas regras no desporto. Ginásios voltam a fechar mas competições profissionais mantêm-se

A decisão do Governo está a ser criticada pelos ginásios que sublinham a importância da prática desportiva.

Especial Coronavírus

Os ginásios voltam a encerrar e a atividade desportiva deve, por isso, ser feita ao ar livre e de forma individual. Por outro lado as competições profissionais continuam sem restrições, mas também sem público.

No que toca ao desporto, o confinamento deverá ser em tudo igual ao decretado em março de 2020, exceto no que diz respeito às competições profissionais que vão prosseguir tal como têm acontecido nos últimos meses. No primeiro confinamento, as ligas profissionais foram também interrompidas devido à covid-19.

A I e II Liga de futebol, assim como o Campeonato de Portugal irão manter-se ativos, já as competições distritais voltam a ficar paralisadas, como até aqui acontecia com os escalões jovens. As outras modalidades profissionais também seguem sem alteração.

Os ginásios voltam também a encerrar, assim como pavilhões e outros recintos desportivos. No entanto, a decisão não está a agradar ao setor. Lembram que a frequência de ginásios já mostrou ser segura e destacam a importância da prática de desporto para a saúde da população.

“Para nós é completamente incompreensível esta decisão porque, se por um lado as escolas são locais seguros, os ginásios também o têm provado que são. E como o ensino é essencial para os alunos – todos nós compreendemos isso – também o exercício físico, a atividade física, o desporto é essencial para as pessoas”, diz José Carlos Reis, presidente da Associação de Ginásios de Portugal, considerando que o desporto devia fazer parte das exceções.

Consulte aqui as novas medidas do estado de emergência