Coronavírus

Hospitais da Grande Lisboa sob pressão têm de se recriar ao ritmo da pandemia

O número de casos de covid-19 atingiu limites nunca antes registados. 

Saiba mais...

O número de doentes com covid-19 atingiu limites até agora nunca registados. Os hospitais, à medida que vão suspendendo a atividade não urgente, disponibilizam mais camas e recriam-se ao ritmo da pandemia.

O hospital Amadora-Sintra, por exemplo, terá a partir desta sexta-feira mais 29 camas, resultante da conversão de uma enfermaria de ortopedia.

O Centro Hospitalar de Lisboa Central, que agrega os Hospitais de S. Marta, D. Estefânia, S. José, Capuchos, Curry Cabral e a Maternidade Alfredo da Costa, têm esta sexta-feira 237 internados.

O Hospital de Santarém anunciou que na próxima segunda-feira terá disponíveis mais 10 camas na Unidade de Cuidados Intensivos, perfazendo um total de 20 e em internamento covid mais 12, passando de 81 para 93 camas.