Coronavírus

Portugal regista novos máximos diários de mortes e casos de covid-19

Armando Franca / AP

Mais 219 mortes e 14.647 novas infeções nas últimas 24 horas.

Saiba mais...

Portugal regista esta quarta-feira novos máximos: mais 219 mortes relacionadas com a covid-19 e 14.647 novos casos de infeção, segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde.

O máximo diário de mortes tinha sido registado esta terça-feira, com 218 óbitos a lamentar.

O máximo de casos de infeção tinha sido de 10.947 registado a 16 de janeiro.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 9.465 mortes e 581.605 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, estando esta quarta-feira ativos 143.776 casos, mais 7.935 em relação a ontem.

Quanto aos internamentos hospitalares, o boletim epidemiológico da DGS revela que estão internados 5.493 doentes, mais 202 em relação a terça-feira, das quais 681 em cuidados intensivos, mais 11.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 184.034 contactos, mais 9.679 relativamente a ontem.

O boletim revela ainda que foram dados como recuperados mais 6.493 doentes. Desde o início da pandemia em Portugal, em março, já recuperaram 428.634 pessoas.

DADOS POR REGIÃO

Relativamente às 219 mortes registadas nas últimas 24 horas, 98 ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, 55 na região Norte, 44 na região Centro, 16 no Alentejo, 5 na região do Algarve e uma na Região Autónoma da Madeira.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificadas 5.593 novas infeções, contabilizando-se até agora 197.311 casos e 3.430 mortes.

A região Norte registou mais 5.097 infeções por SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas e, desde o início da pandemia, contabilizou 266.384 casos de infeção e 3.866 mortes.

Na região Centro, registaram-se mais 2.780 casos, acumulando-se 78.953 infeções e 1.539 mortos.

No Alentejo, foram assinalados mais 603 casos, totalizando 19.592 infeções e 447 mortos desde o início da epidemia em Portugal.

A região do Algarve tem hoje notificados mais 459 novos casos, somando 13.356 infeções e 132 mortos.

A Madeira registou 72 novos casos. Esta região autónoma contabiliza 2.916 infeções e 29 mortes devido à covid-19.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados 43 novos casos nas últimas 24 horas, somando 3.093 infeções e 22 mortos.

DADOS POR GÉNERO E FAIXA ETÁRIA

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 261.862 homens e 319.560 mulheres, referem os dados da DGS, segundo os quais há 183 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que estes dados não são fornecidos de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 4.924 eram homens e 4.541 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguido da faixa etária entre os 70 e os 79 anos.

Do total de 9.465 mortes relacionadas com a covid-19, 6.389 atingiram pessoas com mais de 80 anos, 1.928 com idades entre os 70 e os 79 anos e 790 tinham entre os 60 e os 69 anos.

Hospitais de todo o país acusam a pressão

Até ao final de fevereiro podem morrer mais sete mil pessoas em Portugal

Portugal pode ultrapassar as 16.500 mortes por covid-19 no final de fevereiro. Henrique Oliveira, matemático do Instituto Superior Técnico, admite que as previsões estão, neste momento a ser excedidas.

Novas medidas de combate à pandemia já estão em vigor

As novas medidas restritivas no âmbito do novo confinamento geral devido à pandemia da covid-19 entraram em vigor às 00:00 de quarta-feira, segundo o decreto do Governo publicado esta terça-feira em Diário da República.

Pandemia já matou pelo 2.058.226 pessoas no mundo

A pandemia do novo coronavírus fez pelo menos 2.058.226 mortos no mundo e infetou mais de 96.144.670 desde dezembro de 2019, segundo um levantamento realizado esta terça feira às 11:00 pela agência de notícias AFP.

Na segunda-feira, 9.002 novos óbitos e 512.975 novos casos foram registados em todo o mundo.

Os países que registaram mais mortes novas nos seus levantamentos mais recentes foram os Estados Unidos com 1.385 novos óbitos, Alemanha (989) e Reino Unido (599).

Vacina da Pfizer/BioNTech será eficaz contra a nova variante detetada no Reino Unido

A vacina para a covid-19 desenvolvida pela Pfizer e BioNTech parece proteger contra uma variante mais infecciosa do vírus descoberta no Reino Unido e que se espalhou rapidamente pelo mundo, de acordo com resultados de dois estudos divulgados na quarta-feira.

Os resultados encorajadores de análises ao sangue de voluntários em testes são baseados em análises mais abrangentes do que aquelas divulgadas pela Pfizer norte-americana na semana passada, quando a farmacêutica disse que um estudo mostrou que a vacina é eficaz contra uma mutação chave, chamada N501Y, encontrada em duas novas variantes altamente transmissíveis que estão a espalhar-se no Reino Unido e na África do Sul.

O último estudo, publicado em bioRxiv.org, e ainda não revisto por especialistas, foi realizado com um vírus sintético com 10 mutações características da variante conhecida como B117 identificada no Reino Unido.

Estes resultados trazem um pouco mais de esperança, uma vez que todos os dias se têm registado valores máximos de casos e mortes por covid-19 em vários países - Portugal incluído - que se acredita serem causados pela variante mais transmissíve detetada no Reino Unido.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global

  • 3:13